FabLabs no Movimento Código Portugal

Proposta de Envolvimento dos FabLabs na Iniciativa Competências Digitais e Portugal INCoDe.2030, em concreto no Movimento Código Portugal, cuja 2ª edição agora arranca.

O Movimento Código Portugal é uma campanha de mobilização nacional de consciencialização para a importância da literacia digital e da computação como fatores de realização individual e coletiva nas sociedades modernas. Esta ação acompanha o Portugal INCoDe.2030 e a Iniciativa Competências Digitais e pretende contribuir para incentivar alunos, professores e restantes atores do sistema educativo e da sociedade a refletir sobre a temática da programação a partir de atividades lúdicas.

Trata-se de uma iniciativa conjunta da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, da Secretaria de Estado da Educação, da Secretaria de Estado do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, da Secretaria de Estado da Economia, da Ciência Viva, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade NOVA de Lisboa e da Direção-Geral da Educação.

Após a grande adesão obtida na edição Movimento Código Portugal #1, em 2016, que mobilizou 1132 escolas distribuídas por todo o país, incluindo ensino básico, secundário e profissional, o Movimento Código Portugal regressa com uma 2ª edição de 4 a 10 de dezembro de 2017. Entre 4 e 10 de dezembro todas as escolas, instituições de investigação e de ensino superior, estudantes e público em geral poderão participar em atividades de programação em todo o país. Pretende-se aproximar os jovens, os estudantes, as escolas, as universidades, os politécnicos, as unidades de investigação e a sociedade em torno do universo científico e tecnológico da informática e da computação, das competências associadas ao pensamento e mais concretamente do desenvolvimento de código, que se configura como uma nova literacia para o século XXI.

Em síntese com a nossa intervenção, as 3 escolas, do 1.º, 2.º e 3.º ciclo, com melhor desempenho no desafio de programação, que irá ser lançado no âmbito desta edição, terão como recompensa, entre outros prémios uma visita hand-on ao FabLab disponível mais próximo.

O programa da visita com uma introdução à fabricação digital e aos conceitos associados aos FabLabs será da responsabilidade de cada laboratório, solicitando-se que inclua uma componente experimental e que entre outras atividades, possam produzir e imprimir no equipamento de corte de lazer, a placa alusiva ao seu lugar na classificação.

O modelo e elementos fixos a constar em cada placa serão enviados previamente aos FabLabs aderentes.